Pequeno manual de filosofia para sobreviver a um papo cabeça

Ola amigos, não costumo fazer indicações de filmes e livros neste espaço porem encontrei um livro que merece abrir uma exceção.

Por que algum livro chegaria neste patamar de merecer a quebra da regra? Porque ele foi muito útil para mim e também será para você aposto (e ganho), mas antes disso vou dar-lhe alguns exemplos do porque.

Você já ouviu falar em Jornalósofo?

Não?

Mas certamente já se deparou com algum de sua espécie em jantares e festas do nosso dia- a-dia. O ser Jornalósofo é aquele Jornalista metido a Filosofo metido a sabereta e que tem o ego maior que o planeta.

E ai que chegamos ao ponto que eu queria pois o livro não fala apenas sobre jornalistas ou Jornalósofos, mas sim de jantares, reuniões, encontrinhos, festinhas , coquetéis e todos esse eventos sociais que engrandecem nossa vida e fazem nos fazem cada vez mais amar a sociedade (ou não) como diria Caetano.

Leia Também!  FreeTwitterBrasil

E é claro que a menos que você seja um letrado de primeira, já se deparou com algum papo cabeça que lhe deixou numa enorme saia justa.

Eis que surge a minha indicação o “Pequeno manual de filosofia para sobreviver a um papo cabeça” um livrinho pequeno (cabe muito bem na mochila) e gostoso de ler, boa companhia no metro, claro isso quando eu conseguia pegar o livro no meio do tumulto, mas isso já é outra historia.

Voltando ao manual ele é bem dividinho em capítulos como se fosse um jantar: entrada, saladas, prato principal e sobremesa. Assim você saberá como se portar em cada momento.

Ok, chega de falar se não vou acabar virando um spoiler.