Bitcoin

de leitura

O bitcoin (BTC) é a primeira moeda virtual descentralizada criada no mundo. Criada em 2008, é uma espécie de moeda como o real ou o dólar, usada para compra de serviços ou produtos. Uma das principais diferenças é que não são regulamentados por nenhum banco, governo ou empresa. Ou seja, os bitcoins podem ser minerados sem nenhum tipo de intermédio de instituições financeiras e podem ser utilizados em qualquer tipo de estabelecimento que aceite criptomoedas. Os usuários também podem adquirir de outros proprietários a moeda já minerada.

 

A mineração de criptomoedas pode ser realizada por qualquer pessoa e é o processo de validação e registro das transações que ocorrem dentro de uma rede Blockchain. Ou seja, de gerar novas unidades de BTC no mercado.

 

O bitcoin é uma moeda universal que pode circular por todos os países sem qualquer tipo de moderação ou intervenção estatal. Ainda, diferente de outras moedas tradicionais, emitidas de acordo com a necessidade dos países, é uma moeda limitada. Seu código garante que somente 21 milhões de moedas serão emitidas. Assim, quando todos os BTC forem minerados, a quantidade de moedas circulando ficará fixa nesse nível, permanentemente.

Sua valorização, fez com que muitos usuários passassem a mineirar criptomoedas como forma de investimento.

 

Em 26 de outubro de 2021, existiam 18,85 milhões de Bitcoins emitidos.
(Fonte: Mercado Bitcoin)

 

As carteiras digitais, programas e softwares instalados em computadores ou celulares, armazenam os bitcoins de cada usuário. Essas carteiras permitem acessar e transferir as moedas. Além de exclusivamente digitais, são criptografados. É essa criptografia que garante a segurança e dificulta qualquer tipo de fraude. Por isso, é considerado uma moeda segura.

Ainda assim, como qualquer outra moeda, o bitcoin sofre variações, seguindo a lei da oferta e demanda. Outro fator, é de que ainda é um mercado relativamente novo e ainda com algumas incertezas. A falta de regulamentação, por exemplo, resulta em medidas específica por parte de diferentes países, sendo até mesmo proibido na China. Dessa forma, operar com cuidado e conhecimento sobre o mercado é sempre a principal recomendação dos especialistas no mercado de criptomoedas.