ESG

de leitura

Dentro do universo das criptomoedas, ESG, Environmental, Social, and Governance, representa padrões e boas práticas de empresas para conter o impacto ambiental do consumo de energia no processo de mineração das moedas digitais. Isso, porque, a pegada de carbono deixada a cada transação de uma criptomoeda pode, por vezes, ser comparada a quantidade de eletricidade gasta por países inteiros.

A mineração de criptomoedas é o processo de validação e registro das transações que ocorrem dentro de uma rede Blockchain. Esse processo acontece por meio dos computadores de mineradores, que, em troca, ganham criptomoedas por seu trabalho. Por vezes, são salas cheias de máquinas que trabalham continuamente para encontrar a solução de questões matemáticas que possibilitam todas suas transações.

O impacto ambiental gerado tem tornado a adoção do ESG cada vez mais relevante e necessária pelas empresas. Ou seja, é na prática a forma de mostrar responsabilidade e comprometimento com o mercado, parceiros, investidores e consumidores. Hoje, existem instituições como a Crypto Climate Agreement e a Energy Web Foundation, que certificam os chamados “Bitcoin verdes”.

Vale ressaltar que os critérios ESG estão relacionados aos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), estabelecidos pelo Pacto Global. Iniciativa mundial que envolve a ONU e várias entidades internacionais.