Métricas de vaidade

Medidas como alcance, engajamento e envolvimento são fundamentais para mensurar o desempenho de uma campanha ou conteúdo nas redes sociais. Porém, nem todas as métricas são de fato úteis na hora de montar estratégias de branding. Para essas medidas “inúteis”, usamos a expressão “métricas de vaidade”.

Um exemplo é pensar no número de likes em um post do Facebook. O fato de um conteúdo ser muito curtido é ótimo, mas não fornece nenhum dado relevante para a página ou pessoa responsável por aquele post.  Considerar esse tipo de número sem usar uma inteligência mais ampla para analisar os dados pode ser um erro.

O like sozinho não mostra de onde ele vem, porque foi curtido ou por quem. É uma informação boa, claro, mas não serve para nada além da “vaidade”.  Não ajuda a promover mudanças que aumentem a presença da marca no longo prazo. Uma boa estratégia de branding e marketing digital ignora essas medidas vazias.

Confira o post mais curtido da história do Instagram (até junho 2018):

stormi webster 👼🏽

A post shared by Kylie (@kyliejenner) on

E o tweet mais curtido da história (até agosto 2017):